calibrar Neovero

Confira como emitir certificados de calibração rastreáveis atendendo as normas metrológicas.

Com a normatização dos sistemas de gestão de qualidade em laboratórios, a partir do estabelecimento da norma NBR17025, autoridades regulamentadoras, instituições e órgãos de acreditação passaram a fazer uso desta diretriz para confirmar ou reconhecer a competência técnica dos laboratórios para a emissão de certificados de calibração.

Essa aptidão estratégica se fundamenta na aplicação dos processos de calibração: conjunto de operações que estabelecem a relação entre os valores informados por um instrumento (calibrador) e os valores correspondentes das grandezas estabelecidas por padrões. Na prática, a calibração confirma, ou não, se um equipamento está operando dentro dos padrões normativos estabelecidos através de procedimentos e medições.

A calibração eficiente garante a confiabilidade nos resultados obtidos, ao atestar que os produtos da organização são tecnicamente capazes de atender às especificações de desempenho e segurança e de aumentar a credibilidade nacional e internacional do laboratório, uma vez que o certificado de calibração é de aceitação mundial.

Vale destacar, entretanto, a existência de diferentes métodos de emissão de certificados de calibração.  Por isso, tão importante quanto o processo geral de manutenção preventiva e corretiva é que a certidão seja emitida por um sistema capacitado para apresentar a rastreabilidade e transparência nos cálculos.

Neovero oferece um certificado de calibração completo, com todos os dados e as informações exigidas pela norma 17025 para o seu cumprimento.

Veja a lista completa das informações oferecidas no certificado Neovero:

  • Dados do cliente (nome e endereço)
  • Número do certificado
  • Dados do local onde a calibração foi realizada
  • Informações detalhadas do equipamento calibrado, como modelo, número de série, número do patrimônio, setor do equipamento
  • Padrões de calibração utilizados, como número de série, número do certificado padrão, data de emissão do certificado, data de validade e rastreabilidade
  • Data de execução e validade do certificado
  • Assinatura do técnico executor, responsável técnico e engenheiro supervisor
  • Pontos calibrados com detalhamento de leituras realizadas, média das medições, desvio padrão das medições

Para além das informações obrigatórias, o certificado de calibração do Neovero disponibiliza dados opcionais importantes, que tornam o documento ainda mais robusto. Um deles contempla o bloco com os cálculos das incertezas do processo de calibração. Nesse relatório é possível checar a incerteza do equipamento em cada ponto analisado e no padrão utilizado, bem como a incerteza combinada de acordo com as tolerâncias especificadas.

A ferramenta também oferece um bloco com a análise da conformidade da calibração, contendo os pontos calibrados, a média das leituras versus a incerteza expandida da calibração, a tolerância das medições e, por fim, o resultado final das medições.

Para operacionalizar a rastreabilidade da medição é  fundamental o cadastro prévio dos padrões de medição , com informações de seus certificados de calibração. São elas: os pontos em que o padrão foi calibrado com suas devidas unidades de medida; VVC; incerteza e fator de abrangência utilizado neles.

Todos os certificados emitidos no sistema são gerados em pdf e ficam armazenados na base, de forma a manter um histórico com rastreabilidade. Além disso, os dados obtidos podem ser analisados através de gráficos, relatórios ou dashboards, a fim de compor uma base para análise preditivo de necessidades de ajuste ou de substituição de equipamentos.

A importância de uma calibração rastreada aumenta exponencialmente quando se trabalha com equipamentos de alta criticidade, como equipamentos médico-hospitalares, que podem suportar a vida humana, onde a rastreabilidade e o histórico das calibrações é fundamental para o seu uso, segurança e confiabilidade.